Indústria

Mercado imobiliário

Construção civil em Teresina aguarda alvarás para gerar 1 mil empregos

Segundo sindicato do setor, 11 empreendimentos imobiliários aguardam apenas autorização da Prefeitura para começarem obras

 
O setor de construção emprega 35 mil pessoas em todo o Piauí (Foto: Piauí Negócios)

 O setor de construção emprega 35 mil pessoas em todo o Piauí (Foto: Piauí Negócios)

 
 

O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina) informou à Prefeitura de Teresina (PMT) que 1 mil empregos podem ser gerados assim que o Município autorizar o início de algumas obras (11 empreendimentos imobiliários) da capital que já estão vendidas. Por isso, o sindicato solicitou um olhar prioritário na análise dos alvarás pelos órgãos municipais, obedecendo todas as normas.

Desde o início do ano, o Sinduscon tem realizado diversas reuniões com gestores municipais baseado na nova gestão da capital, que é a desburocratização de processos envolvendo o setor de construção civil, um dos maiores empregadores do Piauí. Uma das saídas encontradas foi a assinatura de um decreto pelo prefeito Dr. Pessoa, em junho, que instituiu o licenciamento construtivo rápido. Pelo documento, o licenciamento de empreendimentos comerciais de até 200 m2 e residenciais de até 500 m2 poderão ser liberados em até 48 horas.

O presidente do sindicato, Guilherme Fortes, ressalta que essas obras são de baixa complexidade e já possuem os responsáveis técnicos, conhecedores das normais legais. “Então, não fazia sentido demorar tanto a análise de alvarás da prefeitura nesses casos”, afirma o construtor.  Em média, o processo demorava de seis meses a um ano para o processo de construção.

Guilherme Fortes, do Sinduscon, durante reunião na PMT tratando da desburocratização de processos de autorização de alvarás de construção (Foto: PMT)

 

Segundo a PMT, as construções de até 500 m2 respondem por 80% dos processos que dão entrada no Município. Com a análise agora praticamente automática, desde que todas as documentações sejam apresentadas, os órgãos municipais podem analisar outros processos mais complexos.

 


Leia mais

Construção civil cresce pelo terceiro mês consecutivo no Piauí

Construção civil e fundos imobiliários: diferentes resultados na pandemia


 

Sobre a celeridade para os 11 empreendimentos solicitada pelo Sinduscon, o secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Eulálio, explica que todas as secretarias estão atendendo orientação de Dr. Pessoa para agilizar a tramitação dos processos que entravam as obras. No entanto, ele não informou qual o prazo que o Município irá liberar os alvarás solicitados pelo sindicato.

O setor de construção civil do Piauí emprega 35 mil trabalhadores no mercado atualmente. Além disso, representa 44% do PIB industrial piauiense.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Indústria