Pesquisas

Pandemia

Pandemia e delivery: no Piauí, venda de motos tem maior alta em cinco anos

Trabalhadores investem em motos de baixa cilindrada para fazer entregas e fugir do transporte público

 
Pandemia e delivery aqueceram mercado de motos no Piauí (Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)

 Pandemia e delivery aqueceram mercado de motos no Piauí (Foto: Marcelo Casal/Agência Brasil)

 
 

A venda de motos no Piauí em 2020 cresceu 6,5% em relação a 2019, a maior alta desde 2015, quando o crescimento foi de 8% em relação a 2014. Os dados são da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo – e mostram, apesar do desemprego e redução do PIB, o impacto positivo que a pandemia provocou nesse setor no ano passado.

Segundo a Abraciclo, no ano passado a frota de motocicletas no Piauí era de 707.550 unidades , um crescimento de 6,5% em relação a 2019, quando havia 688.912 veículos motorizados de duas rodas no Estado. Embora a quantidade de motos cresça a cada ano, foi em 2020 que houve um impacto maior em cinco anos, justamente por conta da pandemia.

Com a crise sanitária iniciada em março de 2020, o distanciamento social refletiu no aumento do delivery (entrega em domicílios), o que levou muitos trabalhadores a comprar motos e usar para fazer entregas. Além disso, o usuário, para evitar as inevitáveis aglomerações no transporte público, também optou pelo veículo de duas rodas.

O pesquisador e professor de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Piauí (Ufpi), Juliano Vargas, percebeu essa mudança de cenário. ”A grande procura por motocicletas indica que a atividade econômica e o trabalho têm se enquadrado dentro do novo modelo de aplicativos. Certamente o Piauí está dentro dessas perspectivas, um modelo de oferta e demanda, exigidos pelos parâmetros digitais”, disse o especialista, destacando o aumento significativo da venda de motos de baixa cilindrada, o que demonstra uma procura dos trabalhadores por esse transporte como ferramenta de trabalho.

Assim, o Piauí segue uma tendência nacional. De acordo com o site Valor Investe, o Mercado Livre (plataforma online de venda e compra de produtos) apurou um crescimento de 40% na intenção de compra de motocicletas em sua plataforma no Brasil, ao longo do ano passado. A plataforma, ao analisar o comportamento do consumidor em 2020, descobriu também que houve um crescimento de 86% na intenção de compras nas motocicletas de 125 cilindradas, contra 58% nos modelos mais potentes.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Pesquisas