Comércio & Serviços

Tecnologia

TV corporativa atrai empresas do Piauí ao divulgar conteúdo e produtos

Ferramenta de comunicação dentro dos estabelecimentos atrai cada mais vez interesses de empresários e marcas

 
A TV corporativa divulga produtos e serviços do próprio estabelecimento, mas pode exibir também publicidade de outros empresas (Fotos: divulgação)

 A TV corporativa divulga produtos e serviços do próprio estabelecimento, mas pode exibir também publicidade de outros empresas (Fotos: divulgação)

 
 

Quem não se comunica, se trumbica. A frase, dita pelo animador de auditório Chacrinha (1917-1988) mantém-se cada vez mais atual e várias empresas do Piauí já perceberam isso ao adotar a mídia indoor, também conhecida como TV corporativa. Localizados em locais de circulação de várias pessoas nos estabelecimentos, os painéis de TV com informações institucionais, publicidade e notícias espalham-se cada vez mais, e hoje estão presentes em cerca de 60 empresas no Estado.

 

A mídia indoor tem três características que justificam seu uso nas empresas: preço acessível, atrai a atenção do públio (por ter imagens em movimento) e influencia no poder de decisão do consumidor.

 

Em locais de grande circulação, como esta clínica particular de Teresina, a TV corporativa garante visibilidade 

 

O conteúdo exibido na tela pode ser exclusivo da empresa (caso o contratante opte), como forma de comunicação com os colaboradores e clientes, ou pode ser intercalado, com a inserção de anúncios publicitários (caso o contratante opte pela opção TV compartilhada). Em ambos os casos, a mídia exibe pequenas notícias da imprensa, com o título e fonte do veículo jornalístico que gerou a informação.

 

Tanto as notícias, como o conteúdo corporativo ou publicitário têm a duração de 15 segundos, e por isso não cansam o telespectador, mantendo sua atenção até o fim de mensagem. Segundo uma pesquisa do Ibope Media, a TV corporativa atinge uma taxa de penetração na população de 87%, mesma faixa da mídia digital (87%) e apenas um ponto percentual atrás da TV aberta (88%).

 

Nos elevadores de prédios comerciais, o público vê publicidade e notícias

 

 

Além disso, o mesmo instituto apontou que 85% das decisões de compra são tomadas em pontos de venda direta (PDV), daí a presença da mídia indoor em supermercados e lojas de departamentos.

 

A facilidade de comunicação da mídia indoor foi constatada pelo Grupo Med Imagem, de Teresina, durante um projeto de doação de cabelos na clínica Oncomédica. Após a divulgação nas TVs, muitas doações foram feitas. Uma pesquisa interna do grupo empresarial constatou que 75% do público descobriu o projeto pelas TVs corporativas.

 

"A TV corporativa é um canal extremamente eficiente quando precisamos informá-los sobre novos produtos ou serviços. Tanto que inicialmente haviam menos TVs e, de acordo o crescimento do grupo fomos aumentando esse número", afirma José Júnior, do setor de Marketing do grupo. 

 

Em restaurantes também a TV corporativa pode ser usada para divulgar marcas 

 

Outra empresa que também já adota a mídia indoor atualmente no Piauí é a Giga Pizza, que possui quatro filiais em Teresina. "Quem sai de casa não quer ver novela ou TV aberta e sim algo diferente. As notícias que se intercalam com alguma publicidade informam as pessoas, que ali para curtir o restaurante com o som ambiente", afirma o proprietário Alex Ludwig, ao ressaltar o fato da TV corporativa não ter áudio.

 

O empresário Alex Ludwig, da Giga Pizza, ressalta que o cliente curte o som ambiente do restaurante enquanto vê o conteúdo nas telas 

 

No Piauí, a líder do mercado é a Indoor Channel, com 150 telas em mais de 60 empresas. Ela também está presente no Ceará e Maranhão. Ao todo, possui TVs em cerca de 500 estabelecimentos de 30 cidades, alcançando mais de 3,8 milhões de pessoas por mês. Entre os seus clientes, estão o Sebrae, O Boticário, Chopp Time e M. Dias Bianco.

 

Fundada em 2016 pelos empresários Marcus Pereira e Thiago Moura, a Indoor Channel encerrou o primeiro ano com 20 telas espalhadas por 5 empresas no Piauí. Com o resultado da comunicação eficiente, rapidamente a TV corporativa ganhou mais adesões e passou a ser vista em diversos lugares: edifícios comerciais, supermercados, shoppings, lojas, elevadores, clínicas, academias, restaurantes, aeroportos, rodoviárias, etc.

 

 

"A comunicação realizada neste veículo é mais estratégica, segmentada. A mídia indoor não é posicionada em qualquer ambiente. Antes de aplicada geralmente é realizada uma avaliação do ponto, que consiste em fluxo de visitantes, segmento, relevância no mercado e o alcance de pessoas", explica Marcus Pereira.

 

 

Marcus Pereira, da Indoor Channel, afirma que é um estudo no local antes de colocar a TV corporativa 

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Comércio & Serviços