Agronegócio

Transporte

Envelopes do leilão da Transcerrado serão entregues nessa terça

Governo do Piauí quer conceder à iniciativa privada quase 300 quilômetros da principal rodovia de escoamento de grãos do estado

 
Transcerrado é a principal vai de escoamento do milho e da soja (Reprodução Suparc)

 Transcerrado é a principal vai de escoamento do milho e da soja (Reprodução Suparc)

 
 

Os envelopes com as documentações das empresas interessadas em participar do leilão da Rodovia Transcerrado, no Sudoeste do Piauí, serão entregues nessa terça-feira, dia 25 de maio, na sede da B3, a Bolsa de Valores do Brasil. O leilão da principal rodovia de escoamento de grãos do estado acontecerá na sexta-feira, dia 28. Será a primeira licitação do Piauí que contará com assessoria da B3.

 

A empresa vencedora da licitação da Transcerrado ficará responsável pelos serviços públicos de conservação, recuperação, construção, manutenção, implantação de melhorias e operação de uma área com extensão de 276,8 km. O contrato de concessão será de 30 anos e a previsão é de investimentos superiores a R$ 800 milhões.

 

“São 25 cidades abrangidas neste projeto e que serão impactadas positivamente, tanto com a geração de emprego e renda, mas também com a possibilidade de incremento de novos serviços”, enfatizou Viviane Moura, superintendente da Superintendência de Parcerias e Concessões, (Suparc), que está à frente da licitação junto com a B3.

 

A Transcerrado tem três trechos (Reprodução Suparc)

 

“No leilão teremos número limitado de pessoas no local para evitar aglomeração e viabilizar o distanciamento. O uso da máscara é obrigatório por toda a duração do evento. O público em geral e a imprensa não poderão acessar o espaço físico, mas todos podem acompanhar o leilão pela TVB3”, explica o superintendente de Processos Licitatórios da B3, Guilherme Peixoto. No dia 18 de junho será publicado o resultado da licitação.

 

Segundo os produtores agrícolas, o escoamento dos grãos é uma grande dificuldade por problemas na infraestrutura das estradas no sul do Piauí, especialmente nos arredores dos municípios de Uruçuí, Bom Jesus e Currais, na região da Serra das Laranjeiras.

 

Viviane Moura na sede da B3, em São Paulo (Foto: divulgação)

 

A implantação da Transcerrado vai impactar diretamente na melhoria das condições de trafegabilidade de quem vive na região. Os estudos projetaram uma economia em torno de R$ 30 milhões por ano no gasto com transporte para o usuário. Além disso, o incremento no recolhimento de impostos sobre circulação de mercadorias e serviços, considerando os descontos, vai gerar uma receita de mais de R$ 87 milhões por ano pela duração da PPP (Parceria Público-Privada).


 

A Transcerrado compreende as rodovias PI-397 e PI-262 (estrada da Palestina) e é peça chave no escoamento de grãos produzidos na Matopiba, território que reúne os estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Os estados são responsáveis por produzir mais de 15 milhões de toneladas de soja, o que representa quase 12% de toda a produção nacional, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

 

 


Leia mais

Com assessoria da Bolsa de Valores, Transcerrados quer atrair capital internacional

 

Agronegócio fará PIB do Piauí crescer quase 4% em 2021, prevê estudo

 

Com maior PIB per capita do Piauí, Cerrado reclama de rodovias precárias

 


 

Aprosoja quer melhoria de outras rodovias

Se por um lado o governo avalia que a produção de soja possa dobrar com a conclusão da rodovia no Piauí, uma vez que vai facilitar o acesso às áreas de plantação e diminuir custos com transportes, o presidente da Associação de Produtores de Soja no Piauí – Aprosoja, Alzir Neto, avalia que a rodovia é importante , mas além dela, diversos outros trechos que compõem o chamado “anel da soja no Piauí” precisam ser viabilizados.

 

“A Transcerrados é o é o eixo longitudinal necessário para que criem as condições pra nós conseguirmos dobrar a produção. Entretanto, ela é um dos eixos que precisam ter as suas ramificações. E precisa contemplar toda a região produtora. Portanto, atingir essa meta a produção do Estado tem como condição a conclusão da Transcerrados, mas não só ela. Ela sozinha não é suficiente, é necessária a 392, é necessário o recapeamento de todas as demais rodovias que compõe o anel da soja, é necessário a 391, é necessário, enfim, todo, todas essas rodovias que compõe a região produtora”, pontua Alzir Neto.

 

Alzir Neto, da Aprosoja, quer reforma também de outras rodovias importantes (Foto: divulgação)

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Agronegócio