Pesquisas

Trabalho

14 mil piauienses buscam trabalho há pelo menos um ano

Total de desempregados no Piauí chega a 195 mil pessoas; em Teresina, são 65 mil

 
Desemprego atinge 12,8% da população com idade para trabalhar (Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília)

 Desemprego atinge 12,8% da população com idade para trabalhar (Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília)

 
 

Cerca de 14 mil piauienses desempregados estão procurando trabalho há pelo menos um ano, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulgou os dados em relação ao desemprego no Piauí referente ao terceiro trimestre de 2019.

 

A pesquisa informa que há hoje 195 mil pessoas desocupadas, das quais 117 mil procuram emprego há menos de um mês, 65 mil entre um mês e menos de ano, 6 mil de um ano a menos de dois anos e 8 mil acima de dois anos.  Em Teresina, estão 33% desses desempregados, ou 64 mil pessoas.

 

Os setores que mais desempregaram foram o de informação, comunicação e atividades financeiras e imobiliárias, com queda de 9% na ocupação - 7 mil pessoas perderam emprego.

 

A taxa de desemprego no Piauí foi de 12,7%, apresentando uma estabilidade em relação ao período anterior (12,8%). Segundo o IBGE, o mercado de trabalho no Piauí está marcado pela informalidade, com muitas pessoas trabalhando sem carteira assinada no setor privado. Houve um crescimento de 3,9% no aumento do número de pessoas que trabalham por conta própria, das quais 91% não têm CNPJ, ou seja, são totalmente informais.

 

Apesar do alto número de desempregados, alguns setores apresentaram melhoria, como o de alojamento/alimentação, que deu emprego a 15 mil novos funcionários; agropecuária, com também mais 15 mil, e comércio, recuperação e de veículos automotores e motocicletas, com 13 mil novos postos de trabalho preenchidos.

 

Mais de Pesquisas