Pesquisas

Gestão pública

Teresina e Parnaíba vão mal em ranking de competividade

Entre 405 municípios avaliados, a capital piauiense ficou na 182ª posição e a cidade litorânea, na 366ª

 

 

 
 

Teresina e Parnaíba, únicas cidades piauienses avaliadas no Ranking de Competitividade dos Municípios 2020, que avalia a capacidade capacidade competitiva dos 405 municípios mais populosos do Brasil, amargam posições ruins no documento.


No ranking geral, a capital piauiense ocupa a 182ª posição e Parnaíba vem bem atrás, na 366ª. Mesmo quando comparadas com municípios do mesmo tamanho, as cidades não se destacam na lista: Teresina fica em 18º lugar dentre 31 cidades brasileiras com população entre 500 mil e 1 milhão de habitantes; já Parnaíba é a 42ª dentre de 46 cidades do país que possuem população entre 150 mil e 200 mil habitantes.
 

O Ranking de Competitividade dos Municípios, lançado pela primeira vez em 2020 pelo CLP - Centro de Liderança Pública, em parceria com a Gove, é uma ferramenta que busca pautar a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade dos seus municípios. Este ano, o ranking está sendo divulgado em meio aos primeiros 100 dias das gestões municipais em 2021.

 

Teresina
No caso de Teresina, o índice geral é de 48,58, fruto da média de 61,52 em instituições; 58,71 em sociedade e 31,58 em economia. Em relação a capitais do mesmo porte, a cidade piauiense fica atrás de Florianópolis (SC), João Pessoa (PB), Campo  Grande (MS) e Cuiabá (MT). Municípios do interior como São Bernardo do Campo (SP), São José dos Campos (SP), Niterói (RJ), Oasco (SP), Uberlândia (MG) e Juiz de Fora (MG), entre outros, também ficam a frente de Teresina.

 

 

 

 

Parnaíba
Com índice geral de 36,39, fruto da média entre 46,22 em instituições, 47,82 em sociedade e 19,49 em economia, Parnaíba, dentre as cidades do grupo de população entre 150 mil a 200 mil habitantes, fica  frente de apenas Alagoinhas (BA), Ilhéus (BA), Queimados (RJ) e Abaetetuba (PA).

 

 

 

Critérios
O ranking leva em consideração pilares como instituições, sociedade e economia. No caso de instituições, o item avalia critérios como sustentabilidade fiscal e funcionamento da máquina pública; tendo como subitens a dependência fiscal, as taxas de investimentos, despesas com pessoal e o endividamento, qualificação dos servidores, transparência municipal, dentre outros. Já no item que avalia a sociedade, estão pontos como acesso à educação e a saúde, segurança, saneamento básico, dentre inúmeros outros; na avaliação sobre economia, os estudos consideram o capital humano, a inovação, a inserção economia, as telecomunicações, entre vários outros pontos.

 

O ranking de competitividade entre os municípios é visto como uma ferramenta que busca pautar a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade entre as cidades, o que pode ser útil na atração de empresas, industrias e investimentos, garantindo condições de geração de emprego, renda e desenvolvimento social para as cidades brasileiras. Além disso, o ranking torna-se um instrumento de avaliação e planejamento da gestão pública, pois aponta caminhos para gestores municipais seguirem na busca por competitividade. 

 

Para conhecer o ranking de competividade, clique aqui
 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Pesquisas