Carreira & Gestão Pública

Educação

UFPI é destaque em ranking internacional de promoção de bem estar à população

A universidade subiu duas posições em relação ao último levantamento, alcançando a 19ª posição no Brasil e 3ª no Nordeste

 

 

 
 

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) foi destaque recentemente por apostar em um ensino que envolva participação e ações sustentáveis voltadas ao bem-estar da população. Essa visão fez a universidade alcançar o 19º lugar no Impact Rankings 2021, da Times Higher Education (THE), subindo duas posições em relação ao ano passado. Está agora na 3º posição no Nordeste.

O ranking é baseado em desenvolvimento sustentável, preocupando-se em avaliar o índice de pobreza, fome, práticas saudáveis e que garantem o bem-estar e educação de qualidade. Ao todo, a pesquisa analisou 1.115 instituições de todo o mundo. De acordo com a Assessora Internacional da UFPI, Professora Érica Fontes, a metodologia baseia-se na performance das universidades considerando os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Ela acrescenta que o propósito é exterminar a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima, propiciando melhor qualidade de vida para a população mundial. Questionada sobre o impacto da ascensão da UFPI na pesquisa, ela pontua que representa um importante avanço, tendo em vista que o número de universidades brasileiras participando do ranking dobrou em relação ao ano anterior.

Érica complementa, destacando que existem diversos pontos levados em consideração para que os propósitos sejam alcançados e a posição atual seja favorável. Entre eles, possuir os programas de assistência aos discentes em vulnerabilidade social, incluindo o Restaurante Universitário (via PRAEC) mais barato do Brasil, programas e projetos de extensão (PREXC) e bolsas acadêmicas (em diversas unidades da UFPI), são peças-chave. Dessa forma, ainda segundo a Assessora, a gestão da Universidade organiza suas ações já levando em conta os 17 objetivos da ONU, priorizando-os sempre que possível.

Mais do que uma posição, Érica compartilha que esse momento é fundamental porque envia uma mensagem ao mundo sobre as prioridades da universidade, que está contextualizada com as necessidades do planeta. “As pessoas se interessam em estudar em um local que está inserido num contexto social de desenvolvimento sustentável. Não estamos numa bolha”, declara.

Para melhor entender, os 17 objetivos da ONU são: Erradicação da pobreza Fome zero e agricultura sustentável; Saúde e bem-estar; Educação de qualidade; Igualdade de gênero; Água limpa e saneamento; Energia limpa e acessível; Trabalho decente e crescimento econômico; Inovação infraestrutura; Redução das desigualdades; Cidades e comunidades sustentáveis; Consumo e produção responsáveis; Ação contra a mudança global do clima; Vida na água; Vida terrestre; Paz, justiça e instituições eficazes; e Parcerias e meios de implementação.

Fonte: UFPI

Mais de Carreira & Gestão Pública