Carreira & Gestão Pública

Pandemia

Pronampe: mais de 4 mil empresas do Piauí já podem adiar carência

Devido às medidas restritivas para combater à covid, Governo Federal autorizou o adiamento do pagamento das empresas que obtiveram crédito

 
Por meio no Pronampe, foram liberados quase R$ 300 milhões para mais de 4 mil empresas do Piauí (Reprodução)

 Por meio no Pronampe, foram liberados quase R$ 300 milhões para mais de 4 mil empresas do Piauí (Reprodução)

 
 

As mais de 4 mil empresas do Piauí que obtiveram empréstimos em 2020 por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) já podem solicitar ao seu banco o adiamento da carência, que venceu em março para quem tirou empréstimo no início do programa. Devido às medidas restritivas de funcionamento de atividades comerciais para frear o contágio da covid, a crise econômica piorou e, por isso o Governo Federal autorizou a prorrogação da carência.

 

A Caixa Econômica Federal, usada por quase 42% das micro e pequenas empresas do Brasil para obter crédito por meio do Pronampe, permite a ampliação da carência em até três meses. O procedimento não altera o prazo total do contrato e pode ser feito pelo Internet Banking CAIXA (IBC), no espaço destinado aos contratos, na opção “Solicitar Prorrogação de Pausa Pronampe”.

 

Desde o início das contratações do Pronampe na Caixa, em 16 de junho de 2020, já foi contratado um montante de R$ 16,4 bilhões. No Piauí, em todos os bancos, o Pronampe emprestou R$ 298,1 milhões a 4.132 empresas em 2020.

 

 

 


Leia mais

Empresas do Piauí querem novo Pronampe para enfrentar a 2ª onda

 

Pandemia: metade das empresas do Piauí não conseguiu empréstimo

 

Piauí Fomento disponibilizará crédito para empreendedores informais e empresas


 

O Pronampe foi uma iniciativa do Congresso Nacional e lançado oficialmente no dia 10 de junho de 2020 para auxiliar financeiramente os pequenos negócios e, ao mesmo tempo, manter empregos durante a pandemia de covid-19. As empresas beneficiadas assumiram o compromisso de preservar o número de funcionários e puderam utilizar os recursos para financiar a atividade empresarial, como investimentos e capital de giro para despesas operacionais.

 

De acordo com o Ministério da Economia, o programa disponibilizou mais de R$ 37 bilhões em financiamentos para quase 520 mil micro e pequenos empreendedores. As contratações foram encerradas em dezembro de 2020, mas, há 15 dias, o Governo Federal enviou um projeto ao Congresso Nacional que permite a retomada do programa para este ano.

 

Também está em tramitação no Congresso um projeto que torna o Pronampe uma política oficial e permanente de crédito. O texto foi aprovado no Senado e está em análise na Câmara.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

 

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Fonte: Agência Brasil

Mais de Carreira & Gestão Pública