Indústria

Custo operacional

Projeto facilita acesso a energia solar por pequenas empresas de Teresina

Vereador autor da proposta quer desburocratizar o acesso às linhas de crédito para implantação da energia limpa, mais barata que a convencional

 
Venâncio Cardoso busca desburocratizar o acesso ao crédito (Foto: divulgação)

 Venâncio Cardoso busca desburocratizar o acesso ao crédito (Foto: divulgação)

 
 

O vereador Venâncio (PSDB) apresentou, nessa quarta-feira (03), na Câmara Municipal de Teresina, um Projeto de Lei que cria o Programa Municipal de Incentivo ao Uso de Energia Solar. O PL quer incentivar que micro e pequenas empresas tenham acesso facilitado, como forma de criar uma cultura do uso da energia limpa. O projeto visa desburocratizar o acesso às linhas de crédito nas instituições financeiras credenciadas, visando financiar a implantação de sistemas geradores desse tipo de energia.

 

“Muitas vezes esses empresários têm como maior custo operacional, a sua conta de energia. Então entendemos que precisamos facilitar o acesso desses empreendedores à energia solar por meio do Banco Popular de Teresina. A questão é que, além de trazer benefícios para o meio ambiente, traz benefícios também para o empresariado que enfrenta a crise provocada pela pandemia”, explica Venâncio.

 

O Projeto de Lei destaca as vantagens do uso de energia solar, a exemplo do baixo impacto ambiental, simples instalação, menor custo em relação ao tempo de vida útil (mais de 25 anos) e a redução dos custos na conta de energia elétrica.

 


Leia mais

Panificadora de Piripiri economiza R$ 7 mil com uso de energia solar

 

Piauí já possui 1.519 unidades produtoras independentes de energia solar

 

CIEPI orienta indústrias do Piauí a migrarem para o mercado livre de energia


 

Linhas de Crédito

 

Além de apresentar o PL, o vereador do PSDB ainda apresentou um requerimento em solicita informações à Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest) sobre as linhas de crédito existentes que possam ser utilizadas para custear a compra e instalação dos equipamentos para a geração da energia fotovoltaica (que é a energia produzida a partir do calor e da luz solar).

 

“Aprovamos esse requerimento direcionado à Semest, Banco Popular e instituições financeiras credenciadas, pois queremos saber quais são as linhas de crédito que estão disponíveis hoje para micro e pequenos empresários. A ideia é que, sendo aprovado nosso PL, exista uma linha de crédito específica para contemplar a instalação da energia solar pelas empresas interessadas”, esclarece o vereador.

 

A discussão sobre energia limpa ainda incentivou que o vereador Edson Melo (PSDB), Venâncio e outros vereadores aprovassem também a realização de uma audiência pública para tratar junto à Equatorial sobre a demora e as dificuldades da autorização de projetos para instalar energia solar em Teresina. 

 

De acordo com vereadores, há muitos casos onde existe interesse e esforço do setor empresarial, mas não possui autorização por parte da Equatorial para que a instalação dos equipamentos necessários seja realizada com a devida celeridade.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

 

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Mais de Indústria