Indústria

Novidade

Cerveja piauiense feita de caju chega aos bares e restaurantes em dezembro

A Berrió do Piauí, vendida exclusivamente dentro do estado, iniciou esta semana a fase de produção

 
A cerveja Berrió tem este nome em homenagem ao período mais quente do ano em Teresina, o B-R-O-Bró (Fotos: divulgação).

 A cerveja Berrió tem este nome em homenagem ao período mais quente do ano em Teresina, o B-R-O-Bró (Fotos: divulgação).

 
 

A Cervejaria Teresina começou esta semana a fase de envase na produção da nova cerveja – Berrió do Piauí, na Cervejaria Teresina. Inspirada na identidade e tradições do povo piauiense, a bebida leva na sua composição o caju produzido no Estado e promete refrescar os dias quentes do Piauí. O nome foi escolhido para lembrar a expressão típica do Piauí - Berrió-BRO.

 

De acordo com o gerente fabril da Cervejaria Teresina, Bruno Biroli, a produção deve entrar em fase final nesta segunda quinzena de novembro. “A nossa previsão é que em dezembro os piauienses já possam provar a Berrió nos principais bares e restaurantes do estado”, anunciou.

 

O processo de produção da cerveja se divide basicamente em quatro etapas:  brassagem, fermentação, filtração e envase. “No caso da Berrió, adicionamos o mosto de caju ainda na fase da brasagem. É ele que garante o aroma típico e a refrescância da cerveja piauiense”, explica Gabriela Pires, mestre cervejeira da Ambev.

 


Leia mais

Ambev quer produzir cerveja à base de caju no Piauí



 

 

“A gente está na expectativa da chegada de Berrió ao mercado e para continuar interagindo com esse público super bem-humorado do Piauí, preparamos uma surpresa na última semana. Um orelhão no formato de caju foi instalado no canteiro central da Avenida Frei Serafim. Quem passou por lá e atendeu ganhou uma Berrió para provar antes de todo mundo”, explicou o gerente de marketing regional da Ambev, Renan Carvalho.

 

A comercialização da Berrió será exclusiva no Piauí, em garrafas retornáveis e em latas. Para ficar por dentro de todas as novidades, o público pode seguir o perfil @berriodopiaui nas redes sociais. O perfil é divertido, interativo e segue a linha de valorização da cultura do estado, com piauiês carregado e muitos memes.

 

 

AMBEV no Piauí

 

A operação da AMBEV emprega 360 funcionários, 260 terceirizados e 10 estagiários, o que soma um total de 630 trabalhadores;

 

A Ambev movimenta mais de 13 mil empregos (diretos, indiretos e induzidos em toda cadeia), no Piauí em toda a cadeia, segundo informações da FGV no Mapeamento Econômico da Cadeia Produtiva Cervejeira BR;

 

No Piauí, além da cervejaria de Teresina, a companhia possui 1 Centro de Distribuição e 6 revendas;

 

1 Cervejaria | Refrigeranteiria em Teresina; Fundada em 1982 (38 Anos);

 

1 Fábrica Lata – Crown – condensamento da cadeia produtiva no Estado do Piauí;

 

Abastece 28 revendas, e 7 estados nas regiões Norte e Nordeste (Amapá, Pará, Ceará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, e Maranhão);

 

A Cervejaria Teresina produz a Berrió, além da Skol Lata 350ml; Antarctica Sub Zero 600ml; Guaraná Lata 350ml, Pet 1l e 2l, Sukita 1l e 2l. Chope Brahma 30 e 50 litros;

 

Mais de 100 Milhões de litros consumidos;

 

Mais de R$ 600 Milhões de ICMS arrecadados nos últimos 5 anos para o Piauí;

 

Água AMA beneficia 650 pessoas no município de Inhuma, foram beneficiadas 63 casas no distrito rural de Curral Velho e 112 em Baixa dos Pote (apoio Fundação Avina);

 

Ações durante a Pandemia: Ambev distribui 15 mil unidades de álcool em gel para hospitais e universidades do Piauí.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

  TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINDEKDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

 

Mais de Indústria