Indústria

Efeito Covid-19

Indústria piauiense atua com estoque baixo e tem dificuldades para adquirir insumos

Efeitos da pandemia ainda repercutem no setor

 
Márcio Braz, economista da CIEP (Foto: divulgação)

 Márcio Braz, economista da CIEP (Foto: divulgação)

 
 

Diversos foram os impactos provocados à indústria brasileira neste ano. Os efeitos não foram sentidos apenas na empregabilidade, como também no sistema de preços da economia, níveis de produção industrial e déficit em adquirir insumos. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontam que 68% das empresas do país estão com dificuldade de obter insumos ou matérias-primas no mercado doméstico e 56% em adquirir insumos ou matérias-primas importados.

 

Antes da pandemia do novo coronavírus, a economia brasileira já vinha em retração há alguns anos e a indústria piauiense crescendo em ritmo menor que o setor primário e serviços, num processo conhecido como desindustrialização. O economista e consultor do Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI) Márcio Braz informa que estamos vivenciando um processo de reestruturação da economia e atuando com níveis baixos de estoque.

 


Leia mais

Indústria do Piauí se aproxima dos patamares pré-pandemia

Empresas dos EUA querem explorar níquel em Capitão Gervásio, no Sul do Piauí

Durante pandemia, 95% das construtoras tiveram aumento no preço do cimento


 

“Temos um problema sério porque todas as empresas estão com nível de estoque baixo e precisamos resolver essa situação de forma urgente. A indústria de lacticínios do Piauí, por exemplo, está sendo atingida porque o estoque da indústria de embalagens zerou. Então a empresa que entregava a embalagem no prazo de 45 dias está entregando hoje com 90. Este é um dos problemas que estão contribuindo para que a recuperação seja lenta”, explica.

 

A paralisação com a pandemia fez com que atualmente a grande maioria das empresas passasse a operar com estoques abaixo do desejado. Segundo a pesquisa da CNI, na avaliação da maior parte da indústria, as dificuldades do mercado de insumos e matérias-primas não irão se resolver ainda em 2020.

 

Márcio Braz acredita que o modelo atual será modernizado. “Estamos passando por uma fase de reestruturação da economia. A economia não vai ter o mesmo modelo que tinha antes da pandemia. Precisa se adequar, modernizar o máximo sua estrutura de comercialização para adaptação das vendas à distância, um monitoramento muito rígido em cima do capital de giro e um controle muito rigoroso da estrutura de custos de um modo geral”, disse o economista.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINDEKDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

 

Mais de Indústria