Carreira & Gestão Pública

Crise econômica

Mais rápida que bancos, Piauí Fomento libera crédito a empresas em até 15 dias

Agência disponibiliza R$ 15 milhões do Fungetur com condições especiais, como carência de um ano

 
Piauí Fomento oferece crédito de forma mais rápida e menos burocrática a pequenos negócios (Foto: Google Street View)

 Piauí Fomento oferece crédito de forma mais rápida e menos burocrática a pequenos negócios (Foto: Google Street View)

 
 

Empresários piauienses do segmento turístico que estão com dificuldade de obter crédito nos bancos em meio à pandemia do novo coronavírus têm uma opção mais rápida e menos burocrática. A agência de desenvolvimento estadual Piauí Fomento está disponibilizando R$ 15 milhões para o setor, fazendo bem menos exigências e liberando empréstimo em menos tempo que as instituições bancárias.

 

Como seu objetivo é contribuir para o crescimento das empresas e desenvolver a economia do Estado, a Piauí Fomento não precisa de tantas garantias que os bancos fazem para conceder crédito. “Pedimos apenas uma documentação básica e isso agiliza muito, pois sabemos que o micro e pequeno empresário tem pressa neste momento extremamente difícil”, afirma o diretor-presidente da Piauí Fomento, Luiz Carlos Everton de Farias.

 

Para crédito de até R$ 50 mil, a empresa precisa de apenas de avalista. Se for do tipo limitada, os sócios podem ser os próprios avalistas.  “O nosso intuito é apoiar o pequeno empresário, que é o maior gerador de emprego não só no Piauí, mas no Brasil”, justifica Everton.

 

Com menos burocracia, a análise do cadastro do cliente se torna bem mais rápida. Em média, em 15 dias o dinheiro já está liberado, quatro vezes mais rápido do que a média dos bancos, que é de 60 dias.

 

Leia também

Bolsonaro veta trechos da lei que libera crédito para pequenas empresas

Senado aprova lei que permite crédito a empresas com restrições financeiras

Em crise há mais de 40 dias, empresas do Piauí reclamam de demora na liberação de crédito

 

Os recursos que a Piauí Fomento está disponibilizando são do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), do Ministério do Turismo. Podem solicitar o empréstimo bares, restaurantes, hotéis, pousadas e agências de viagem, entre outros setores ligados ao turismo.        

    

O limite do crédito liberado é de até R$ 100 mil, mas Everton, ex-diretor do Banco do Nordeste, garante que 90% dos micros e pequenos negócios precisem de menos da metade disso.

 

Taxa de juros

A taxa de juros do Fungetur está em torno de 5% ao ano, mais o INPC, que tem ficado entre 2% e 2,5% ao ano. Assim, o empresário paga juros em média de 7% ao ano, com carência de um ano e prazo máximo de 48 meses.

 

A Piauí Fomento foi criada em 2010, com controle majoritário do Estado do Piauí, para realizar ações de fomento econômico e social no Estado. Para exercer sua função social, sua estratégia de atuação tem como foco o desenvolvimento das micro e pequenas Empresas, empreendedores Individuais e profissionais liberais.

 

Mais informações sobre limites das operações, garantias e outras condições podem ser obtidas pelo telefone da Piauí Fomento: (86) 3216-6277. A agência funciona de segunda à sexta, de 9h às 12h, no Centro de Teresina. O site é www.fomento.pi.gov.br

 

Sem crédito

Como o Piauí Negócios publicou em reportagem na semana passada, várias empresas do Piauí estão com dificuldade de acesso ao crédito em instituições bancárias, apesar da promessa do governo federal de agilizar o processo.  Uma das esperanças de empresários era um projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional em abril, mas o presidente Jair Bolsonaro vetou trechos importantes, como a concessão de empréstimos para empresa com restrições e a carência de 8 meses.

 

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINDEKDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Fonte: CCom/Governo do Piauí

Mais de Carreira & Gestão Pública