Carreira & Gestão Pública

Crise da Covid-19

Crédito para capital de giro e prazo deveriam ser ampliados, diz economista Márcio Braz

Especialista teme que empréstimo seja todo corroído na crise e afete a capacidade de produção das empresas após a pandemia

 
O economista Márcio Braz, ex-professor da Ufpi (Foto: arquivo pessoal)

 O economista Márcio Braz, ex-professor da Ufpi (Foto: arquivo pessoal)

 
 

O economista piauiense Márcio Braz, ex-professor da Universidade Federal do Piauí e mestre em Ciência Política, afirma que, apesar do crédito liberado pela União para ajudar as empresas em crise por conta da pandemia ser bem-vindo, ele precisa ser melhorado. “O limite para capital de giro a ser liberado e os prazos de pagamento precisam ser ampliados, isso por que, com o giro corroído pela paralisação das atividades econômicas, as empresas retomarão suas atividades com um nível muito baixo de utilização da capacidade de produção já instalada. A medida proposta pelo economista possibilitaria o retorno mais rápido aos níveis normais de produção.

 

Márcio explica ainda que a burocracia reclamada pelos empresários não é culpa dos bancos, mas sim das regras do sistema financeiro do Brasil. Diz que as linhas de crédito existentes obedecem a critérios bastante rígidos estabelecidos pelo Sistema Financeiro Nacional, o que faz com que a implementação de algumas mudanças nem sempre dependam dos bancos e sim de aprovação pelo Banco Central, pelo Conselho Monetário Nacional ou mesmo de mudanças na legislação, o que implica em aprovação pelo Congresso.

 

“Precisamos antecipar a discussão sobre alguns problemas que sabemos que virão depois do combate à pandemia, como no caso das mudanças necessárias na política de financiamento de capital de giro para as empresas. É a única forma de reduzirmos a intensidade e o tempo de duração desses problemas”, diz ele.

 

Leia mais

Em crise por causa da pandemia, empresas do Piauí reclamam na demora de liberação de crédito

 

Empresa piauiense recorre a três empréstimos para sobreviver à crise do coronavírus

 

Queda de 90% nas vendas: "Esta é a crise mais desafiadora", lamenta empresário

 

A pior crise que estamos vivendo", relata empresário de transporte de carga

 

Piauí Fomento, BB, CEF e BNB: conheça as linhas de crédito para empresas

 

Senado aprova lei que permite crédito a empresas com restrições financeiras

 

Caixa oferece crédito às empresas, com carência de até um ano

 

Banco do Nordeste lança crédito emergencial para empresas com juros de 2,5% ao ano

 

MP dispensa documentos para empresas pedirem crédito a bancos públicos

 

Sebrae-PI ensina 10 dicas para empresas enfrentarem a crise do coronavírus

Mais de Carreira & Gestão Pública