https://organik.tebingtinggikota.go.id/produk/luar/https://organik.tebingtinggikota.go.id/pulsa/https://sentuhandukcapil.tebingtinggikota.go.id/luar/https://sso.umk.ac.id/public/jsonn/https://www.inovadoor.com.br/https://sso.umk.ac.id/public/spaces/https://sso.umk.ac.id/public/posts/https://sso.umk.ac.id/public/document/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/toto-slot/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/apps/https://sso.umk.ac.id/public/plugin/https://sso.umk.ac.id/public/amp/https://159.203.61.47/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/config/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/jpg/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/tmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/kmb/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/amp/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/restore/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vendor/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/file/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/vps-root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/files/https://sso.umk.ac.id/public/analog/https://sso.umk.ac.id/public/etc/https://sso.umk.ac.id/public/bulk/https://138.197.28.154/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/json/https://dema.iainptk.ac.id/scholar/https://wonosari.bondowosokab.go.id/wp-content/upgrade/https://untagsmg.ac.id/draft/https://sso.umk.ac.id/public/web/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/data/https://sso.umk.ac.id/public/right/https://sso.umk.ac.id/public/assets/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/themess/https://dpmptsp.pulangpisaukab.go.id/wp-content/luar/https://sso.umk.ac.id/public/tmp/https://sso.umk.ac.id/public/font/https://dema.iainptk.ac.id/assets/https://dema.iainptk.ac.id/root/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/assets/https://dema.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://gem.araneo.co.id/https://mawapres.iainptk.ac.id/mp/https://152.42.212.40/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/nc_plugin/https://mawapres.iainptk.ac.id/wp-content/pages/https://admpublik.fisip.ulm.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/wp-content/pul/https://env.itb.ac.id/wp-content/luar/https://env.itb.ac.id/vendor/https://sikerja.bondowosokab.go.id/font/https://pmb.kspsb.id/gemilang77/https://pmb.kspsb.id/merpati77/https://disporpar.pringsewukab.go.id/wp-content/filess/https://pmnaker.singkawangkota.go.id/filess/https://triathlonshopusa.com/https://websitenuri77.blog.fc2.com/

Startups

Empreendedorismo

De origem humilde, jovem cria startup em Picos e acumula patrimônio milionário

Uma das empresas de João Leandro Lima tem mais de mil clientes em todo o Brasil

 
 
João Leandro Lima começou carreira empreendedora com apenas 18 anos (Fotos: divulgação)

 João Leandro Lima começou carreira empreendedora com apenas 18 anos (Fotos: divulgação)

 
 

Um jovem de origem humilde que saiu de sua terra natal em busca da própria independência e em pouco tempo se tornou dono de uma empresa milionária. João Leandro Lima é natural de São João dos Patos, no Maranhão, mas foi em Picos, no Piauí, que teve as ideias para criar uma empresa de tecnologia que permitiu o empresário acumular um patrimônio milionário com apenas 25 anos de idade.

De seu escritório em São João dos Patos, João Leandro comanda o Grupo Lekko, que engloba soluções de diversas áreas, desde marketing digital a plataformas de gestão voltadas ao ramo da energia solar fotovoltaica. A Lekko Marketing, por exemplo, é uma empresa que reúne especialistas em marketing e os conecta com clientes e empresas através de um aplicativo criado pelo empresário. Hoje, cerca de 30 mil conteúdos já foram produzidos pela equipe, que conta com 40 colaboradores e mais de 300 assinantes/clientes em todo o país.

Hoje, o Grupo Lekko engloba várias empresas 

 

O grupo também possui as startups Solar Next e Solar Vision, plataformas de tecnologia que fazem sucesso facilitando o acesso à energia solar em todo Brasil. Essas ferramentas foram desenvolvidas especialmente para que empresas, fornecedores e fabricantes no ramo da energia renovável possam gerir suas propostas comerciais, realizando todo o dimensionamento dos kits fotovoltaicos de forma automatizada e também dar suporte ao pós venda com monitoramento de usinas fotovoltaicas para gestão de manutenções. Atualmente, a Solar Next possui mais de mil clientes em várias regiões do Brasil. 

Além das empresas já existentes, o Grupo Lekko está desenvolvendo uma série de outros projetos voltados para o campo de tecnologia de gestão por assinatura. João Leandro Lima pretende, ainda, abrir uma sede da sua empresa em Teresina, com previsão de inauguração em 2024.

Colaboradoras da Lekko Hub 

 

Primeira visão de negócios foi logo aos 18 anos

A jornada de João começou no Instituto Federal do Maranhão (IFMA), onde cursou técnico em redes de computadores, o que despertou seu interesse pelo desenvolvimento web. Ao passar no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), com 17 anos, o jovem mudou-se para Picos, a fim de estudar Sistema de Informação na Universidade Federal do Piauí (Ufpi).

“Quando eu saí de São João dos Patos, eu fiz uma lista com todos os sonhos que queria realizar. Não conhecia ninguém em Picos e acabei ficando em uma pensão por uns três meses. Depois, conheci uma galera e alugamos um apartamento. Na época, tive algumas dificuldades financeiras, eu era sustentado pela mãe professora e meu pai mototaxista. Solicitei um benefício à universidade que, por conta de um problema na conta bancária, só recebi o valor seis meses depois, que veio por completo”, lembra João.

Com cerca de R$ 7 mil em mãos, o jovem, que ainda não tinha tido nenhuma experiência com o empreendedorismo, decidiu abrir seu próprio negócio: uma loja de açaí em São João dos Patos. A inspiração veio através de um amigo de apartamento, que já possuía uma franquia em Picos, onde moravam, e era exemplo de que o negócio dava certo.

 

João Leando conta com mais de 40 colaboradores em sua startup

 

“Esse amigo é dono de uma rede de franquias de açaí. Vi nesse tipo de empreendimento uma oportunidade para aprender sobre negócios, pois não tinha aquilo na minha cidade. Eu só tinha R$ 7 mil e precisava arrumar mais capital. Foram meses correndo atrás, até que minhas aulas da universidade foram suspensas e decidi que não ia ficar parado. Foi quando eu criei o meu primeiro negócio”, conta o empresário.

O jovem empreendedor pegou dinheiro emprestado com a mãe e com o banco para criar sua loja. E deu certo. “Comecei devendo o banco. E o estoque era todo emprestado do meu amigo. Mas a loja fez sucesso, era novidade e virou febre”, destaca.

O negócio prosperou durante um ano e sete meses, quando João decidiu que era hora de voltar aos estudos. Inicialmente, ele tentou conciliar as duas coisas, mas viu que não era possível, e vendeu a sua franquia. De volta à universidade, o jovem já com 19 anos realizou um dos sonhos que estava em sua lista: comprar o primeiro carro.


Leia também

Comunidade de empreendedoras fortalece mulheres em Teresina

Escola de Parnaíba aposta em educação financeira infantil para reduzir desigualdade

Empreendedor de Parnaíba inspira outros empresários com sua trajetória de sucesso


A virada de chave veio em 2019

Em 2019, o estudante teve a oportunidade de trabalhar com design gráfico e mídias sociais. E foi assim que ele teve a sua principal virada de chave. “Eu trabalhava como desenvolvedor, mas também sabia mexer com Photoshop. Em certo momento me ofereceram um trabalho de design para redes sociais. A cliente acabou ficando satisfeita com meu trabalho e fechamos um pacote mensal. Ela indicou meu trabalho para outras pessoas, e eu acabei conquistando clientes em vários estados. Foi assim que surgiu a Lekko Marketing”, destaca.

João fazia tudo: criava o design, cuidava das redes sociais, gerenciava o tráfego pago e era até videomaker. Depois de um tempo, ele viu que precisava de ajuda para dar conta de tantas empresas. Foi quando o estudante decidiu criar uma plataforma que conecta profissionais do marketing às empresas que os buscavam.

“Eu vi que isso é um negócio gigante, pois toda empresa precisa de marketing. Sabia que meu serviço era bom, e comecei a pensar em como poderia escalar esse negócio. Por ter a habilidade de desenvolver, decidi criar uma ferramenta para gerenciar os processos da prestação de serviço de marketing digital da Lekko”, explica.

João Leandro Lima em palestra na Ufpi

 

Mas a mente empreendedora de João não parou por aí. À medida que novas oportunidades foram surgindo, o jovem empresário foi criando novos tipos de serviços, como a Solar Next, um dos principais produtos do Grupo Lekko e uma plataforma desenvolvida por ele especialmente para que empresas no ramo da energia solar possam dimensionar e gerir suas propostas de sistemas fotovoltaicos.

“Já sabia que esse seria um setor que cresceria muito. Acabei desenvolvendo o programa para um colega que possua uma empresa do ramo, pois queria aprender. Depois, fui conquistando mais clientes nessa área, várias empresas começaram a trabalhar com a ferramenta”, relembra.

A plataforma está em expansão para atender não somente empresas, como fornecedores e fabricantes. “É um sistema de gestão e organização e é uma proposta única no mercado atual. Temos muitos assinantes que pagam um valor acessível para empresas por um custo benefício incrível”, afirma João Lima.

Com 22 anos, João atingiu seu primeiro milhão de reais em patrimônio. Sua história e jornada empreendedora é um exemplo de que a origem simples não impede a conquista dos sonhos. E que com determinação, criatividade e busca pelo aprendizado, é possível transformar ideias em negócios de sucesso. “O meu propósito é transformar vidas através da tecnologia, criando oportunidades e aumentando a produtividade de empresas e pessoas, pois sabemos que o impacto é enorme.”, ressalta o jovem.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

Mais de Startups