Comércio & Serviços

Comodidade aos clientes

Extra Teresina fecha acordo com sindicato e abrirá 24 horas a partir de segunda-feira

Negociações duraram quase um mês; funcionários que trabalharem na madrugada terão benefícios

 
Hiper Extra começará a funcionar 24 horas a partir de segunda-feira, dia 6 (Foto: Google)

 Hiper Extra começará a funcionar 24 horas a partir de segunda-feira, dia 6 (Foto: Google)

 
 

Após quase um mês de negociações, a rede Extra e o Sindicato dos Comerciários de Teresina (Sindcom) fecharam acordo, e o hipermercado da Avenida Presidente Kennedy, zona leste de Teresina, começará a funcionar 24 horas a partir da próxima segunda-feira, dia 3 de fevereiro. O entendimento feito nesta sexta-feira (31) prevê que o Extra seja responsável pelo transporte e segurança dos empregados que trabalharem no novo horário (22h às 5h). Hoje, o estabelcimento funciona de 7h às 24h.

 

No início de janeiro, o Extra anunciou que abriria 24 horas a partir do dia 6 do mesmo mês, mas recuou depois que o sindicato reclamou descumprimento da convenção coletiva, que proíbe os supermercados de funcionarem após a meia-noite sem o consentimento na entidade sindical. A diretoria do hipermercado e do sindicato se reuniram então na sede do Sindcom na mesma semana e somente hoje chegaram a um acordo.

 

Pelo contrato, os funcionários que trabalharem no novo horário só poderão mudar de turno como a manifestação do sindicato. Ficou acordado ainda que o Extra se responsabilizará pelo transporte dos empregados entre casa e trabalho, na ida e na volta, além de reforçar a segurança do local durante toda a madrugada. O hipermercado vai ceder ainda uma cesta básica de R$ 75,00 não somente para os empregados do horário noturno, mas todos os demais.

 

“O acordo garante ainda o pagamento da gratificação para os empregados que trabalharem nos domingos e feriados de acordo com os termos estabelecidos em Convenção Coletiva de Trabalho”, afirma o secretário-geral do Sindcom, Gilberto Paixão. Além das rescisões de contrato de trabalho, que serão realizadas na sede do sindicato, o contrato prevê que os salários e o vale alimentação terão repercussão no adicional noturno.

 

Caso haja descumprimento do acordo, fica estabelecido a multa de meio piso salarial, por cada trabalhador da loja, em favor do sindicato.

 

Mais de Comércio & Serviços