Comércio & Serviços

Turismo

Governo do Piauí estuda reduzir ICMS sobre querosene para atrair voos ao litoral

O objetivo é fortalecer o turismo na Rota das Emoções, que engloba Piauí, Maranhão e Ceará

 
A Azul opera um voo semanal entre o litoral do Piauí e o Estado de São Paulo (Foto: reprodução)

 A Azul opera um voo semanal entre o litoral do Piauí e o Estado de São Paulo (Foto: reprodução)

 
 

O Governo do Piauí estuda reduzir o ICMS do querosene para avião (QAV) como forma de atrair voos para o roteiro turista Rota das Emoções. A medida foi discutida no dia 18 de janeiro, em Barreirinhas (MA), entre o governador Wellington Dias e o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, deputado Othelino Neto.

 

Na busca por estratégias para aumentar o turismo da Rota das Emoções (que inclui os destinos Jericoacará, no Ceará, Delta do Parnaíba, no Piauí, e Lençóis Maranhenses), a redução do imposto sobre o querosene seria uma delas. A ideia é que os três estados deem o mesmo desconto no imposto, que hoje é de 31% no Piauí.

 

“Empresas como a Passaredo, Gol e Azul manifestaram interesse na região”, disse Wellington Dias. A concessão do subsídio, porém, está ligada a regularidades de voos. Linhas com poucas frequências não entrariam nesse programa. Atualmente, há apenas um voo semanal que dá acesso ao litoral do Piauí. Ele é realizado aos sábados e faz a rota Parnaíba-Campinas (SP), ida e volta.

 

Outros estados já adotaram a medida e conseguiram aumentar a quantidade de voos. Em São Paulo, a redução da alíquota gerou o surgimento em 2019 de 603 novos voos semanais saindo de São Paulo para outros estados brasileiros, segundo a Secretaria de Turismo daquele estado. O ICMS foi reduzido de 25% para 12%.

 

Wellington afirma que está acertada, para este mês ainda, uma reunião com governadores do Ceará e Maranhão para tratar de um plano maior que ele defende no Consórcio Nordeste, que é a Rede Aeroviária Integrada do Nordeste.

 

O governador Wellington Dias destaca a parceria com os estados que compõem a rota turística, atuando em forma de consórcio, envolvendo os municípios e o governo federal. Segundo ele, essa é a melhor forma de atrair investimentos para dotar a região da infraestrutura necessária para aumentar o fluxo de turistas e, consequentemente, trazer desenvolvimento aos três estados, por meio da geração de emprego e renda.

 

Participaram do encontro com o presidente da Assembleia do Maranhão, o secretário de Governo, Osmar Júnior, e a secretária da Infraestrutura do Piauí, Janaínna Marques.

 

O governador Wellington Dias destaca a parceria com os estados que compõem a rota turística, atuando em forma de consórcio, envolvendo os municípios e o governo federal. Segundo ele, essa é a melhor forma de atrair investimentos para dotar a região da infraestrutura necessária para aumentar o fluxo de turistas e, consequentemente, trazer desenvolvimento aos três estados, por meio da geração de emprego e renda.

Siga o Piauí Negócios nas redes sociais

FACEBOOK

👉🏾 https://www.facebook.com/pinegocios

INSTAGRAM

👉🏾 https://www.instagram.com/pinegocios

 TWITTER  

👉🏾 https://twitter.com/@negociospiaui

LINkEDIN

👉🏾 https://www.linkedin.com/company/piauí-negócios/

Fonte: CCom Piauí

Mais de Comércio & Serviços